Entidade cobra funcionamento da unidade SENAI em Jaru

Entidade cobra  funcionamento da unidade SENAI em Jaru

Atendendo as solicitações dos Associados, a ACIJ fez uma visita à unidade do SENAI de Jaru, para entender melhor a situação e os motivos pelos quais a instituição não vem oferecendo os cursos de capacitação esperados por todos.

A visita foi realizada pela executiva Tatiane Gomes e pelo presidente da ACIJ Ednilso de Oliveira, que encontraram uma estrutura grandiosa e equipamentos novos parados, sem utilização, que seriam de uso para cursos técnicos. Verificou-se que encontra-se funcionando apenas uma pequena porcentagem do prédio, onde estão sendo ministrados cursos do programa Jovem Aprendiz, bem aquém do potencial da instituição e da necessidade de capacitação e profissionalização de mão-de-obra que Jaru precisa.

A Gerente local Elissandra Teixeira Alcuri informou que as possíveis aberturas de cursos dependem da liberação do SENAI de Ji-Paraná, pois a mesma administra a unidade de Jaru. Em virtude deste fato a ACIJ enviou um oficio para a unidade correspondente, solicitando uma reunião com os responsáveis para explicações e debate do futuro da unidade local, juntamente com a apresentação do planejamento para 2020.

Na quinta Feira, (14), a reunião que aconteceu na Associação Comercial, depois de ter sido desmarcada duas vezes pelos administradores do SENAI Ji-paraná, contou com a participação do presidente da ACIJ Ednilso de Oliveira, a Executiva Tatiane Gomes, a Gerente Regional do Senai Ji-Paraná/Jaru Cintia Alves, a Gerente Responsável da unidade de Jaru Elissandra Teixeira Alcuri e o Vereador Badu Som. Os representantes de Jaru apresentaram as solicitações e questionamentos a Gerente Regional Cintia que afirmou não ter o conhecimento da demanda e que os cursos técnicos previstos para a cidade de Jaru dependia de turmas fechadas para serem realizados pela unidade. Ao ser solicitado o planejamento para 2020 a mesma afirmou não ter recebido esta solicitação, sendo comprovada pela Executiva da ACIJ Tatiane, conforme oficio 121/ACIJ/2019 enviado via e-mail ao SENAI Ji-paraná.

A gerente regional, afirmou ainda, ser parceira e atuante no município, porém, sequer tem conhecimento do atual Presidente da ACIJ Ednilso Oliveira, já que afirmou que seu contato em Jaru seria através de Rogerio Freire Lopes, que é ex-Presidente, e que não exerce mais o cargo há quase três anos.

A entidade ACIJ também solicitou o planejamento 2020 das instituições de ensino IFRO e SENAC, que prontamente atenderam ao pedido. As duas apresentaram com maestria seus planos e projetos para o ano que está por vir, demonstrando preocupação e atenção com o futuro comercial e industrial do município, bem como, com a formação e capacitação do jovem ao mercado de trabalho.

Em relação ao SENAI, “É triste ver uma estrutura daquele porte em que o SENAI/Jaru ocupa, praticamente sem uso. Este potencial poderia estar sendo convertido em capacitações para futuros profissionais do nosso município. Ficamos tristes com esta situação, lembrando que o espaço ocupado foi doado pela administração passada da prefeitura, com a promessa de ser construído uma ferramenta de desenvolvimento para nossa cidade. Estaremos buscando junto aos responsáveis do SENAI/RO, mais explicações sobre o fato e solicitando o efetivo funcionamento por completo de nossa unidade aqui em Jaru”, comentou o presidente da Associação comercial e Industrial de Jaru – Ednilso de Oliveira.

A ACIJ trabalha sempre buscando melhorias para o desenvolvimento econômico e o fomento comercial e industrial do município. A capacitação e qualificação de pessoal é essencial para as mudanças que esperamos promover em nossa economia, sendo prioridade em nosso planejamento de trabalho para 2020.

Comentários no Facebook