Jaru: Jovem agradece Defensoria Publica por apoio para realização de cirurgia

Muitas pessoas na hora de um problema de saúde, de uma necessidade médica não sabem a quem socorrer. Ou, as vezes, se deparam com a dificuldade de acesso à saúde, sem saber a quem procurar e como solucionar.

As pessoas não conhecem o trabalho da Defensoria Pública, nem sabe qual é a sua finalidade. Porém, a Defensoria Pública é uma instituição que tem como objetivo a promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos.

Dentre os direitos individuais, existe o direito a vida, direito fundamental previsto na Constituição Federal, a maior Lei brasileira, que rege a atuação do Estado Brasileiro. Já no campo dos considerados direitos sociais, tem-se o direito à saúde.

Com isso, ao ladodo Ministério Público, incumbe a Defensoria Pública a proteção e efetividade dos direitos à vida e saúde.

A Defensoria Pública tem destacado papel na promoção de acesso aos serviços de saúde para a população mais carente, que depende exclusivamente do SUS.

Um exemplo dessa atuação da Defensoria Pública se deu no caso do Leandro da Silva Guerreiro (26 anos). Ele procurou o Núcleo da Defensoria Pública de Jaru para agradecer o trabalho desenvolvido, por toda a equipe, pela operação realizada em seu braço.

Depois de um acidente na madrugada de 11 a 12 de junho de 2017, Leandro ficou gravemente ferido ao colidir em um caminhão enquanto trafegava pela BR 364. Segundo algumas informações colhidas, ele seguia no começo da noite pela rodovia na altura do km 634, próximo ao posto da Policia Rodoviária Federal, quando perdeu o controle, indo para a contra-mão e colidindo violentamente contra um caminhão parado.

Após ao trágico acidente, Leandro foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Ele chegoue deu ao Hospital Municipal em estado grave, apresentando diversas lesões e fraturas em todo o corpo. O jovem motociclista foi encaminhado inconsciente para a cidade de Cacoal, quase sem vida.

Depois da lenta recuperação, Leandro ainda tinha uma “via crucis” para percorrer. Ele precisava de uma operação no braço direito para não perder os movimentos. Após quase 09 meses na fila de espera no Sistema Único de Saúde (SUS), para submeter a um Procedimento de Exploração no Plexo Braquial mais neurotização dos nervos supra escapular e axilar (S14.3), procurou a Defensoria Pública.

Caso não fizesse essa operação teria o risco de perder todos os movimentos do seu braço.
O custo de todo procedimento é no valor aproximado de R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais), porém Leandro da Silva Guerreiro e sua família não possuiam dinheiro para pagar.

Ante a morosidade do sistema, além do alto custo da operação, como já dito, o Núcleo da Defensoria Pública do Jaru foi procurado para ajudar e resolver esse problema. Após a intervenção administrativa, mediando o conflito perante o Estado de Rondônia e, buscando a maior agilidade para solução do problema, correndo contra o tempo para que o assistido recuperasse o total movimento de seus braços, a operação foi realizada.

Todo o esforço da defensoria pública foi para o direito fundamental à saúde fosse garantido de forma plena e integral.

Reconhecendo o trabalho desempenhado, o senhor Leandro e a sua mãe Valdine Santos da Silva Guerreiro voltaram ao Núcleo da Defensoria e demonstraram a satisfação e o sincero agradecimento desenvolvido por toda equipe de Jaru.

O singelo reconhecimento serve de motivação aos servidores da Defensoria Pública continuarem lutando para que todos tenham acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação de sua saúde.

Comentários no Facebook