Jaru: PC e PM prendem acusados de execução do Jovem Rafael; outro por trafico de drogas

A Polícia Civil em Jaru, com apoio da Polícia Militar, após duas semanas de investigação do homicídio do jovem Rafael Oliveira Silva, realizou na manhã desta terça-feira (11) uma operação para cumprimento de dois Mandados de Prisão e quatro de Busca e Apreensão. Os mandados foram cumpridos em residências localizadas na rua Ceará, no Setor 05, na Linha 605, no Setor 06, nas ruas Padre Feijó e Visconde de Mauá, no Bairro Jardim dos Estados.

Foram presos na operação, comandada pelo delegado Dr. José Valney Calixto, com apoio do delegado Dr. Ary Batista Batisti, dois acusados de serem os autores do crime, identificados como Jhonatas da Cunha Araújo, 28 anos, e Reinaldo Nogueira, 38 anos, ambos já com passagens pela Polícia. A dupla foi conduzida ao Hospital Municipal para a realização do Exame de Corpo de Delito e depois levada para serem interrogados na Unidade Integrada de Segurança Pública de Jaru (Unisp).

 

Rafael foi assassinado na manhã do último dia 27 de novembro na rua Daniel da Rocha, próximo à rua Rio de Janeiro, fundos do Hospital Municipal, crime com sinais de execução, e as investigações partiram de imagens de câmeras de segurança colhidas pela Polícia Civil durante as investigações. A motocicleta que foi utilizada no dia da execução, uma Dafra modelo Apache de cor vermelha, também foi localizada, mas os criminosos teriam pego emprestada de um cidadão de bem que não teve nenhuma participação no crime. Ainda segundo as investigações, a motivação do crime seria passional, mas há suspeita de que pode ser disputa de facções.

Durante as buscas nas casas dos suspeitos foram encontradas roupas semelhantes às utilizadas pelos criminosos no dia do crime, porém a arma não foi localizada. Nas buscas na residência da Linha 605 a Polícia localizou cerca de 50 gramas de substância entorpecente aparentando ser pasta base, sendo uma porção grande e 7 pequenas já embaladas. O dono do imóvel, Célio dos Santos Maciel, que já foi preso por tráfico, recebeu voz de prisão e também foi conduzido à Unisp.

Foto: Jaru Online

Jhonatas já havia sido condenado a 12 anos de reclusão pela Justiça em abril de 2016 pelo duplo homicídio que vitimou os irmãos gêmeos Isael e Isaquiel e cumpria pena no regime Semi-Aberto.

Os gêmeos foram mortos em março de 2015, e tiveram seus corpos encontrados em estradas vicinais, sendo Isael de Andrade Rosa na linha 605 Km, 06, e Isaquiel de Andrade Rosa na Linha 625.

Fonte:
Texto: Anoticiamais
Fotos: JaruOnline/Facebook

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.

Comentários no Facebook