Fraudes na compra de gado e esquema no IDARON estão na mira da PF

Um golpe milionário contra o erário supostamente praticado com a anuência da Agência de Defesa Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia – IDARON, está dentro das investigações da Polícia Federal que culminaram com a deflagração da operação FELDEBERG na manhã desta quinta-feira (5).

Abate bovino cresce no Maranhão, contrariando o cenário nacional. Foto: Divulgação

De acordo com informações repassadas pela Polícia Federal à reportagem, o suposto esquema passava por fraudes em operações com gado. Pecuaristas, donos de frigoríficos, e servidores públicos estariam agindo em conjunto em práticas de sonegação fiscal e manipulação de créditos oriundos do financiamento rural.

Entre os ilícitos praticados está também a grilagem de terra dentro de áreas protegidas pela legislação ambiental visando vantagens para obter créditos junto ao governo do Estado a título de compensação ambiental.

A Polícia Federal ainda não se manifestou se houve afastamento de membros da diretoria do IDARON ou de órgãos relacionados ao agronegócio e meio ambiente. Um coletiva deverá ser  promovido pelos agentes federais.

RondoniaAoVivo

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.

Comentários no Facebook